terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Cartas de amor...quem não as tem #5

#5

"Amar é cuidar um do outro mesmo quando estamos zangados."

Há quem não acredite no amor. Há quem pense que amor é viver apaixonado a toda a hora, ter vontade de fazer amor todos os dias, sentir vontade de sorrir quando se pensa na outra pessoa, viver o sonho perfeito. Também, mas não só. Paixão não é amor. Amor é dividir também as tristezas, as desilusões, sentir as dores físicas, passar por torturas psicológicas ou ficar noites sem dormir mais que não seja a fazer companhia. É aguentar o mau humor do outro, as diferenças, partilhar e de vez em quando ceder.

Cada vez que me dizes que me amas é mais um pouco de brilho que me dás. Quando me dás a mão ou me olhas nos olhos sinto o companheirismo e a ligação sentimental que temos.
Orgulho-me da coragem que ambos tivemos para arriscar novamente nisto do amor, no nosso caso foi precisa muita coragem, paciência e persistência.

Não quero que nos amemos apenas pela metade, mas sim pelo todo. Vamos rir juntos, mas chorar também. Fugir se necessário. Uma vez disseram-me que "é no meio da turbulência que se descobre o amor, não é nos momentos bons".  Se na altura me pareceu muito clichê, hoje dou toda a razão. Apesar de todas as chatices que já passámos hoje posso chamar-te de  meu namorado. És meu e és tudo aquilo que inconscientemente queria e ainda mais.

OMD



Dos melhores sumos naturais que bebi (e eu sou uma grande fã de sumos naturais).
Não me lembro de todos os ingredientes, mas tinha melão, ananás e gengibre.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Finalmente.

Na Sexta-feira assinei os papéis do divórcio. 2 anos e 2 meses depois de me ter separado, o divórcio está assinado. A situação foi sendo adiada porque ele não estava em Portugal, depois voltou e foi enrolando com a desculpa que não tinha dinheiro. Tive de o pagar sozinha. Já não suportava mais estar ligada a ele, ter o apelido dele e estar com outra pessoa com o meu estado civil por resolver.

Fiquei €300 mais pobre, mas muito mais feliz e descansada.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

A única foto minha que vão ver aqui no blogue.

Será claramente esta :D


Não sou grande amiga do Carnaval, mas de vez em quando gosto de palhaçada.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Eu não sou só queixas.

Acho muito triste esta tendência que temos para falar só mal dos serviços, pessoas, etc. Sou da opinião que devemos também apreciar e verbalizar as coisas boas.

Portanto, quero enaltecer a forma super simpática em como eu e a minha irmã fomos tratadas na loja Claire's do Almada Fórum. É assim que se fidelizam clientes, obrigada.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Fui ali às compras.

Ontem armei-me em perua e fui às compras. Ai e tal os saldos, pois sim, comprei tudo da nova estação. A nível de saldos já está praticamente tudo escolhido. Até na secção de homem e criança.

Bem, comprei umas calças de ganga, duas sweatshirts, uns calções e duas camisas. Vim contentinha da vida e com o ego lá em cima.
Continuando com o post anterior, sabe sempre bem vermos os resultados do nosso esforço. Passei de um 46 de calças para 36 e alguns 34 a nível de calções. Camisolas essas passei de L e XL para XS e S. Lojas como a Bershka, Stradivarius e Pull and Bear eram lojas impossíveis para mim e agora é onde faço maior parte das minhas compras [principalmente a Bershka]. Ando lá dentro toda contente porque posso olhar para qualquer uma das opções.

Não sou uma mulher muito consumista, não tenho necessidade de andar sempre a ver as lojas, nem gosto, não tenho sequer o sonho de ter um closet, mas estes miminhos de vez em quando fazem bem.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Até aos 30 fico boazona.

Era o nome do meu primeiro blogue. O blogue onde eu descrevia o que fazia para perder peso. Tracei uma espécie de meta: aos 30 vou estar magra, com a imagem que quero, linda e feliz.

Já aqui falei uma vez sobre o meu peso. Atingi em determinada altura uns 'simpáticos' 93kg. Foi nessa altura em que disse 'BASTA!'
Comecei com a dieta dos 30 Dias da Ágata Roquete que me levaram 15kg. Depois fui fazendo a minha própria manutenção e comecei o exercício físico (crossfit). Hoje, 3 anos depois de começar a luta posso dizer que cheguei ao meu objectivo principal: 57kg. Se já estou bem assim? Estou. E para a minha altura quem não me conhece pode até achar que estou magra demais (1.70m).
Faço muita asneira, desleixo-me no exercício mas consegui e o sofrimento só foi mesmo nas duas primeiras semanas quando fiz a desintoxicação do açúcar. A partir daí comecei a gostar da alimentação cada vez mais (o facto de não ser grande apreciadora de massas e arroz ajudou) e passou de uma dieta a um estilo de vida.

Falta um mês e meio para o grande dia. O dia em que farei os 30 anos. E já me sinto bem, linda e espectacular :)

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Cartas de amor...quem não as tem #4

#4

Uma das características especiais do nosso amor é exactamente nunca termos procurado. As flores selvagens são muito mais bonitas do que as plantadas pelo homem. E mais duradouras.

Tocaste-me no coração e na alma de uma forma única e especial. O meu sentimento por ti foi-se instalando, sem avisar, sem pedir autorização, sem querer. Isto do amor às vezes pode ser uma chatice mas quando é recíproco é tão bom e pode vencer qualquer coisa.

Não preciso de um amor com véu quando tenho o teu sim todos os dias. O sim amo-te, o sim quero-te, o sim estou contigo. Isso basta-me, viver numa lua-de-mel constante mesmo que sejamos umas bestas quadradas de vez em quando.

A justiça deste país.

Fomos perseguidos durante um ano por uma criatura louca que nos queria separar.
Mensagens para o telemóvel anónimas, email's anónimos (não valia de nada bloquear o endereço porque todos os dias criava um novo), chegou a deixar-me um papel com recortes na minha caixa de correio da minha casa. Uma verdadeira novela mexicana.

Até ao dia em que o meu namorado se cansou e foi formalizar uma queixa na PSP, porque por portas e travessas descobrimos quem era. O assunto passou para o departamento de investigação criminal e entretanto recebemos uma carta do ministério da justiça...com o caso arquivado.
Parece que se ser stalker neste país é legal e está tudo muito bem.

A criatura, essa teve de levar umas ameaças de ficar com a cara desfeita para parar com a brincadeira.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Diferenças entre homens e mulheres (cá em casa).

Planos de construir uma moradia.

Ele pensa na construção, no layout da coisa, na cobertura para os carros, nos muros e, no máximo, no escritório dele.

Eu penso na cor da cozinha, da casa de banho, na decoração dos quartos, da sala...

:D

Dúvidas existenciais.


Muito difícil.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Ai...suspiro #3

Odiei o penteado que levei no meu casamento. Apesar de apanhado levei umas 'farripas' soltas junto à cara que me chatearam o dia todo. Horrível. Se mais alguma vez me casar, levarei qualquer coisa dentro deste género:




sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Humpf #2

Parece que a boa disposição tarda em aparecer. O pequeno foi passar o fim de semana a casa do pai, podia aproveitar para fazer rantas coisas e a cama + televisão parece-me bastante apetecível.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Humpf.

Hoje estou num dia não. Estou apática, triste e sem vontade de me mexer nem de verbalizar seja o que for.

Depois aparecem criaturas que parecem que fazem de propósito e ainda metem mais em baixo.

#fuckoff

Cartas de amor...quem não as tem #3

#3

Há quem diga que para amarmos alguém é preciso amarmo-nos primeiro. Tão clichê. Mas se fizermos uma análise rápida a todos os clichês desta vida, caramba, como batem todos tão certo.
Foi quando me encontrei, quando me comecei a amar, a gostar de mim que te encontrei. E é por isso que te consigo amar tão profundamente.

Nunca quis tanto um "nós" como quero agora. Simples, puro. Não sei se será da idade, das vivências, mas amo-te de uma maneira tão diferente de todas as outras que nem sempre consigo gerir isso.

Não quero que o nosso amor seja passageiro e por isso luto diariamente para que seja cada vez mais forte e resistente a tudo. Às vezes receio que seja apenas eu a pensar assim, confesso. Mas os meus ciúmes e os meus receios devem-se apenas ao medo de perder a pessoa que amo.

A ti só te peço amor, compreensão e principalmente companheirismo. Porque uma relação em que somos amigos para além de amantes, tem tudo para dar certo.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

O dia dos namorados - conclusão.


Conforme eu disse anteriormente, não faço questão de receber prendas. Não o amo menos se ele não me der nada.
Mas ontem apareceu cá em casa com este ramo e foi impossível não gostar. Confesso que chorei de felicidade porque não estou definitivamente habituada a este tipo de tratamento, nunca me tinham dado rosas e foi ele que me deu flores pela primeira vez - esta já é a segunda. 

Depois fomos jantar a um sítio muito agradável, com calma, longe do turbilhão que é a vida. 
Não peço mais nada do que o ter ao meu lado, foi, de facto, uma sorte ele ter entrado na minha vida.

E foi assim que se passou o primeiro dia de São Valentim a dois. 

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Dia dos namorados.

Antes de escrever este post andei a ler primeiro as opiniões alheias, tanto no facebook como na blogosfera. E o que tenho a dizer é que existem pessoas mesmo muito tristes, no sentido literal da coisa:

"Vou ficar teso até ao fim do mês"
"Americanices"
"O amor é para ser celebrado todo o ano"
"Dia comercial"

Ora vamos lá ver.

Não, não têm de gastar este mundo e o outro para ver a cara metade feliz. E se a cara metade só fica contente se gastarem o ordenado todo...então alguma coisa não está bem. Por aqui vai-se jantar fora, assim como vamos tantas vezes e assim como tantas outras cozinho para os dois. Hoje tiro folga da cozinha e vamos degustar algo bom, sem preocupações. Não ligo a prendas, confesso, portanto não faço questão de receber, prefiro ter o amor dele e poder olhar para ele.

Americanices. Tem piada, celebra-se o Halloween mas o dia dos namorados já não pode ser.

Claro que o amor tem de ser vivido  todo o ano, aliás, mete-me imensa confusão aqueles que só se lembram do amor neste dia, mas se existe um dia por ano em que podemos celebrar este sentimento junto da pessoa que amamos, porque não? Celebramos o Natal, o nosso aniversário, o dia da criança, Páscoa, dia da mãe, do pai...

A vida é curta demais para complicações. Vivam-na e amem muito!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Pedido de informação.

Sabem aquelas manchinhas escuras que aparecem na cara? Estão a começar a aparecer-me. E em conjunto com as sardas está a ficar uma grande confusão.

Bem sei que tenho de ir a um dermatologista pedir uma opinião profissional, mas entretanto, alguém tem sugestões de cremes que me façam isto desaparecer?

Agradecida.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

O que ando a ver por aqui #3


Ora bem...


Acho que a Natalie Portman faz um papelão digno de Oscares. Já o filme, achei mediano, nada de extraordinário. Está visto e a vida continua, para o ano nem me lembro que o vi.


La la la la la. Odeio musicais. Uma história estar a desenvolver-se e de repente começar tudo aos saltinhos e a cantar, não é definitivamente para mim. Mas dei uma oportunidade e até se vê (excepto as partes em que começam a cantar). A história sem as partes de musical até está bonita e lamechas como se quer e gostei.
Há muita gente que diz que o Sr Ryan canta mal, também não é motivo para tanto. 


Mais um filme baseado em factos reais, os meus favoritos. Ainda mais um filme de guerra, adoro, não fosse eu ex-militar.
Não tenho nada de negativo a apontar a este filme, está excelente e recomendo!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Momento lamechas.

Não tenho um namorado particularmente lamechas. De vez em quando lá tem os seus momentos românticos e muito sinceramente prefiro desta forma. Em comparação com relações anteriores, damos mais valor a uma pessoa assim, porque quando existe uma demonstração de amor é muito mais especial. Como ainda há pouco que numa rede social ele disse que eu sou a tal. É ou não é de encher o meu coração? Ai se é :D

Não gosto.

Das criaturas que andam por essa blogosfera fora a comentar coisas tipo "adorei! segue o meu blog!"

Hã!?

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Pessoas contraditórias.

São aquelas - tipo eu - que têm frio, têm o aquecimento do carro no máximo, mas vão ao Mc Donald's buscar um Mc Flurry.

Ai...suspiro #2

Uma das vantagens de já me ter casado [com vestido, festa e tudo e mais alguma coisa] é que sei exactamente aquilo que mudava. Se me casar mais alguma vez, sei o que devo mudar para que esteja tudo (ainda) mais perfeito. Uma das coisas é o vestido. Odeio o vestido que escolhi, de morte. Também estava bem mais gorda e não pude optar por qualquer modelo, mas pronto. 
Se me casasse hoje, iria assim dentro deste género (já disse que sou alternativa? ahaha)






Cai-cai (arrependo-me de não ter comprado um)
Cor-de-rosa (já vesti branco, já chega)
Corte de estilo princesa/baile (fui com um menos pomposo, porque gorda já eu era)

E sem sapatos de salto alto, por amor da santa.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Da escola.

Não fui para a faculdade na altura dita "normal". O meu sonho sempre foi ser militar então aos 17 lá fui eu inscrever-me para entrar no exército.

Anos mais tarde lá me lembrei e candidatei-me à universidade. Mas não para o curso que sempre ansiei [direito] e meti-me em estudos artísticos. Muito giro mas...estamos em Portugal e as saídas não  são lá grande coisa. Se não são noutras áreas quanto mais nesta.
Então do que é que eu me lembrei? Ir novamente para a faculdade e tirar o curso que sempre quis. Bem sei que só devemos parar quando morremos, mas vamos lá ver durante quanto tempo é que tenho genica.
Para já, já comecei a estudar para ir novamente aos exames nacionais. Depois logo se vê.

O que ando a ver por aqui #2


Este filme merece um post só para ele.
Pois que me queriam ver a chorar, chorei. Muito disfarçadamente durante o filme mas no fim parecia uma Maria Madalena. 
A-DO-REI! 
Por norma os filmes baseados em histórias reais cativam-me sempre de uma maneira diferente, porque quer queiramos ou não, só o facto de ser verdade dá outro ênfase à 'coisa'. 

História super fluída, mesmo nos momentos mais parados não ficamos a bocejar, tanto o miúdo como o Dev Patel fazem um papelão do caraças.
Aconselho!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Cartas de amor...quem não as tem #2

#2

Amo-te porque me permites ser eu mesma, dos pés à cabeça, de corpo e alma. Porque me respeitas, me fazes rir e me deixas chorar, sem ter de me esconder para o fazer.

Amo-te porque és paciente mesmo com os obstáculos que têm vindo a aparecer pelo caminho, incluindo as apostas em contrário.

Amo-te porque me amas não só pelo que se vê, mas também pelo que sinto. Porque me permites ter fases de inteligência mas também de burrice.

Amo-te porque estás ao meu lado. Porque consegues ver a minha beleza mesmo despenteada e sem maquilhagem. Porque me dás a mão, seja em que situação for e escolhes estar comigo quando podias estar a fazer tantas outras coisas.

Amo-te porque decidiste ficar, construir algo comigo e apreender isto do amar.

Amo-te porque estás sempre disposto a conversar em vez de discutir. Pelas tuas atitudes. Amo-te por tanta coisa que mesmo que tenha o prazer de envelhecer ao teu lado, nunca conseguirei dizer-te tudo.

És o meu namorado, o meu melhor amigo, o meu companheiro, o meu conselheiro, o meu amante.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

O dia dos namorados.

Vai ser o primeiro a sério entre nós. Há um ano atrás andávamos ainda entre o "é e não é", pelo que não se festejou. Não é uma data a que eu dê muita importância, nunca foi, mas este ano por ser o primeiro e por ser com ele gostava só de um miminho para os dois. Então já reservei uma noite num hotel no fim de semana a seguir e comprei um presente. Nada de lamechas, gosto mais de oferecer coisas úteis.

Tenho a certeza que vai adorar, tanto uma coisa como a outra.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Ai...suspiro.

Ultimamente tenho-me dedicado à pesquisa de muitos assuntos relacionados com casamentos [a área em que vou 'entrar' será esta] e hoje andava eu a pesquisar anéis de noivado quando...






Tão lindos! 
Como já podem ter reparado pelas alianças de namoro, nós somos mais alternativos, gostamos de coisas a fugir ao tradicional e preto é a cor de eleição. 
Adorei todos e via-me com eles no dedo ahaha

Ainda bem que o meu namorado não lê o blogue, não vá pensar que o estou a pressionar para qualquer coisa. De qualquer das formas, se alguma vez quiser pedir-me em casamento, pode optar por um destes modelos :)

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Meh...

O meu avô faleceu ontem. Entre velórios e funerais a paciência esgota-se.
Um bom fim de semana a todos (ou o que resta dele).

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Cartas de amor...quem não as tem #1

Eu gosto muito de escrever. Até tenho mais facilidade em expressar-me assim do que a conversar.
Nestes últimos 657 dias [número de dias desde o primeiro encontro a sério com o meu agora namorado, ainda nem pensávamos em ficar juntos] tenho escrito muitas cartas de amor. Muitas ele ainda nem sequer leu, outras já dei em formato papel, outras enviei por e-mail. De vez em quando dá-me assim uma vontade de escrever o que sinto e pronto... Já ofereci em papel bonito, já ofereci numa garrafa, outras em papel 'normal', é conforme.
Vou publicar algumas, certas partes vou cortar pois está relacionado com a nossa vida, mas dá para ter uma ideia :)
Momentos lamechas, vá, às vezes dá-me para isto.

#1

Hoje eu acordei feliz. Feliz e grata por te ter. Como nem sempre tenho essa possibilidade, aqui fica: obrigada por ficares.

Obrigada por seres a luz que ilumina o meu caminho, por seres a esperança de noites tranquilas nos meus dias de caos apocalíptico. Talvez nem sempre consiga transmitir correctamente a certeza de quanto é importante ter-te na minha vida, mas acredita, sem ti, a vida seria bem mais complicada.

É bom saber que existe uma pessoa que gosta de estar por perto, de ficar do meu lado. Obrigada por todas as vezes que ficaste sem que eu precisasse de pedir, por me aceitares como sou, com todas as minhas complicações emocionais, as minhas manias, o meu humor e as minhas debilidades.

Ao teu lado tornei-me uma pessoa melhor, porque sei que tu mereces sempre o melhor de mim. Obrigada por nunca teres desistido, apesar de todas as apostas em contrário.

És a leveza neste mundo tão pesado, fazes-me sentir especial com as tuas palavras e momentos que passamos juntos. Fazes-me sonhar e permites-me ver a vida novamente com outro brilho. O amor que sinto por ti resume-se a "Eu não posso acreditar que isto existe no mundo real".

Espero estar sempre à altura e conseguir retribuir o que me fizeste. Amar novamente.

O que ando a ver por aqui #1

Uma das minhas resoluções de ano novo foi começar a ver mais filmes outra vez. O ano passado andei mesmo a portar-me mal... não vi quase nada. Então já marcharam 4:


Gostei. Não é nenhuma obra prima mas é um bom filme para se ver debaixo das mantas num dia de chuva. E deve ter sido dos primeiros filmes com um assassinato em que eu não descobri logo à partida quem era o autor.


Como eu sou uma pessoa diferente a todas as outras, não gostei, lamento. Assim no geral, achei muito extenso, muito parado, chato (cheguei a bocejar e houve uma determinada altura em que joguei um bocadinho no telemóvel). É um drama familiar, como existe em tantos outros filmes e não me deu para chorar em nenhuma das partes. Devo ser um coração de pedra.
Mas não quero tirar o crédito ao actor, fez de facto um papelão.


Adorei. Adorei tudo, a fotografia, a história [a maneira como misturaram as duas histórias foi genial], e sou uma grande fã do senhor Jake. Aconselho.


Meh... Eu não sou fã de ficção científica, muito menos ficção científica misturada com dramas pessoais. O tema em si já está mais do que visto. Voltei a jogar no telemóvel.


Para a semana vêm mais 4 :)

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Ajuda!

Alguém sabe se existe alguma forma de retirar um filtro do snapchat de uma fotografia? Opah, tirei uma foto gira com o meu namorado e agora temos umas flores na cabeça --'

Que desespero.

Odeio as semanas em que o meu namorado está no turno da madrugada. Dá-me cabo da minha calma e tranquilidade... Por norma só nos vemos à noite, passamos a noite juntos, então não ter aquele miminho enquanto descanso faz-me uma falta danada.
Curiosamente nunca fui muito dependente dos meus ex's, mas este mudou-me nesse sentido. Hoje vamos jantar fora - ele tenta compensar-me como consegue, mesmo que descanse menos, tão lindo - mas tenho saudades dele ao meu lado durante a noite.